CONSELHOS PARA COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS

1.Pergunte à pessoa o que pode fazer para facilitar a comunicação e torná-la mais eficaz.

2.Antes de começar a falar, chame a atenção da pessoa. É difícil para quem tem dificuldades auditivas perceber o assunto da conversa se só se adapta a ela no meio da primeira frase.

3.Procure ficar de frente para a luz e não o contrário.

4.Fale claramente e a um ritmo normal ou ligeiramente mais lento.

5.Se necessário, aproxime-se mais da pessoa.

6.As suas expressões faciais devem ser coerentes com aquilo que diz, para ajudar o interlocutor, já que ele não ouve o tom da sua voz.

7.Não grite nem exagere a pronúncia, pois isso distorce os sons da fala e dificulta a leitura labial.

8.Mantenha o contacto visual, diminua os movimentos da cabeça e do corpo e evite mastigar pastilha e/ou fumar. Para algumas pessoas com deficiência auditiva os bigodes ou as barbas podem dificultar a leitura labial.

9.Verifique se há ruídos de fundo que possam prejudicar a comunicação e, se possível, elimine-os.

10.  Escreva as frases e as palavras-chave que podem ser úteis, especialmente quando muda o tema da conversa.

11.  A paciência e a adaptação são dois factores-chave da interacção com um deficiente auditivo, sobretudo se ele não possui resíduos auditivos funcionais e se não utiliza a língua gestual para comunicar.

12.  Utilize a “tecnologia de texto legível” como, por exemplo, as notas manuscritas, os computadores, o correio electrónico, as mensagens de texto (sms), as legendas em reuniões e os telefones para surdos.

 

In Travailler avec une Déficience Auditive, un Guide pour les Employés, les Employeurs et les Chefs d’Entreprise (2008) da Association des Malentendants Canadiens (AMEC). (tradução minha)

 Eu acrescentaria ainda:

13.Se durante a conversa utilizar palavras ou expressões numa língua estrangeira (francês, inglês,etc) escreva-as, para facilitar a sua comprensão, pois o seu interlocutor não adivinha que aquela palavra não é portuguesa.

14.Nomes e apelidos fora do vulgar devem ser escritos.

15.Não fale enquanto come; mastigue primeiro e fale depois.

16.É difícil para um deficiente auditivo perceber o que diz se fala enquanto caminha, pois ptrecisa de ver a sua cara, mas também precisa de estar atento ao caminho. Se estão na rua e quer dizer qualquer coisa, pare!

17.Por favor, se a pessoa não percebeu o que você disse, não lhe diga que não tinha importância; se o disse, era porque a tinha, portanto, repita.

18.Entre a captação dos sons e a sua descodificação e compreensão do que é dito vai um certo tempo, maior para um deficiente auditivo, que tem de associar o pouco que ouve aos movimentos dos lábios do interlocutor e ao contexto da conversa. Não fale «como se o mundo fosse acabar amanhã». Antes de prosseguir a conversa, certifique-se de que a pessoa compreendeu o que disse.

19.Se estiverem num grupo, deve falar uma pessoa de cada vez; conversas cruzadas ou interrupções prejudicam a compreensão do que é dito.

Outras sugestões são benvindas!

~ por imisal - PORTUGAL em 07/08/2009.

2 Respostas to “CONSELHOS PARA COMUNICAR COM DEFICIENTES AUDITIVOS”

  1. Concordo consigo! Há ainda muita gente que não assume claramente as suas dificuldades auditivas…e os outros não adivinham!!

  2. E também é importante que a pessoa surda não tente adivinhar o que está sendo dito e com toda a clareza diga que é surdo e como a outra pessoa deve falar. É mais fácil se cada um diga aos demais como pode ser ajudado e não esperar que o mundo saiba como falar com a gente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: