Rastreio da Surdez Infantil – notícia de Março 2009

GRUPO DE RASTREIO E INTERVENÇÃO DA SURDEZ 

Um mandato passou, desde que o GRISI foi constituído. Desde então muitos programas de RANU foram implementados, muitos estão na fase de arranque e apenas um pequeno número de hospitais se debatem ainda com impossibilidades de efectuarem rastreio auditivo aos recém-nascidos das suas maternidades.

Nesta ocasião, propícia a balanços, diremos que agora todos estamos rendidos às vantagens do rastreio e da intervenção precoce, todos sabemos que é possível que num curto espaço de tempo possamos rastrear 95% de todos os 100 000 recém-nascidos que em cada ano nascem em Portugal continental e ilhas.

Que mais teremos de fazer então?

Temos que nos certificar que a os programas de rastreio funcionam com qualidade, sem falsos negativos e com uma taxa aceitável de referenciações à fase de diagnóstico. Temos que monitorizar o trajecto das crianças identificadas precocemente como portadoras de deficiência auditiva. Não basta identificá-las com exactidão, temos de interagir com as equipas reabilitadoras ao longo dos trajectos educativos destas crianças, certificando-nos que a comunidade está atenta às suas necessidades especiais e que providencia atempadamente os meios técnicos e humanos de que necessitam para desenvolverem as suas capacidades linguísticas.

No dia 30 de Abril, de manhã iremos reunir-nos para trocarmos experiências, partilharmos dificuldades e planearmos o futuro deste grupo de trabalho. Um dos objectivos que não conseguimos ainda foi o envolvimento das estruturas oficiais responsáveis pelo planeamento dos cuidados de saúde e pela reabilitação no nosso país. Será esse um dos principais desafios da próxima direcção do GRISI a eleger nesse dia.

Empenho e engenho são necessários para avançar com sucesso na rota traçada visando a total integração escolar, social e profissional das (quantas?) crianças com deficiência auditiva que anualmente nascem entre nós.

Até ao Porto, em Abril! Saudações Grisistas

Luisa Monteiro  (Presidente do GRISI)

 

Grisi

Av. 5 de Outubro 68 – 8º D

1050-059 Lisboa

e-mail: grisi.pt@hotmail www.grisi.ptcom

In Revista Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial, vol.47, nº1, Março 2009, Órgão Ofical da SPORL (Sociedade Portuguesa de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial)

 http://www.sporl.net/images/PDFs/sporl_mar%E7o.pdf

………………………………………………………………………………………………………… 

NOTA: para saber mais sobre o GRISI, Grupo de Rastreio e Intervenção da Surdez Infantil, aceda a http://www.grisi.pt/ e ainda a esta página de uma empresa multinacional de aparelhos e tecnologia auditiva http://www.widex.pt/Hearing%20loss/Children/GRISI.aspx que apoia o grupo; nesta última encontrará a lista dos hospitais portugueses onde foi implementado o Programa de Rastreio Auditivo Neonatal.

~ por imisal - PORTUGAL em 19/06/2009.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: